Família e escola

Um assunto muito importante pelo fato de que tanto a família quanto a escola tem o mesmo papel “Educar”.

A escola não pode considerar-se mais importante que a família e vice versa. Os dois lados devem andar juntos e em concordância.

A principal tarefa da família na educação é a socialização do sujeito, ou seja, a família é quem cria o sujeito e ensina a  adaptar-se e conviver socialmente com outros sujeitos de forma harmoniosa.



Enquanto que o papel principal da escola é ensinar o sujeito apropriar-se da cultura, mas no fim de tudo, tanto a família quanto a escola contribuam para o mesmo objetivo “Ajudar o sujeito a desenvolver seus limites”.

Segundo Bock a família é a responsável em preparar a criança de forma que se enquadre conforme as necessidades sociais e que futuramente possam exercer atividades produtivas e que tenham moral e valores adequados de acordo com a cultura em que vivem. Esse tipo de educação dados pelos pais é considerado como educação primária.

O objetivo da escola já é um pouco diferente. Ela é responsável na socialização do saber “sistematizado”, ou seja, do conhecimento elaborado e da cultura erudita. Segundo Saviani a escola é responsável por transmitir o conhecimento científico enquanto que a família é responsável em transmitir o conhecimento de senso comum facilitando que o sujeito consiga ter acesso ao saber elaborado.

O que é importante para manter um bom relacionamento entre a escola e a família?

A primeira coisa necessária para manter uma boa convivência entre as partes é trabalhar juntas. A escola deve propor atividades em que os pais possam participar; deixar sempre informado a respeito de novos projetos e até propor atividades em que os pais possam participar junto com os filhos na escola.

Da mesma forma os pais tem que mostrar participação e ajudar os filhos em tudo que precisarem. É claro que nos dias de hoje, pais e mães trabalham e muitas vezes não podem estar presentes com frequência, mas neste caso a escola pode procurar na medida do possível propor atividades e projetos em dias que sejam possíveis uma maior participação paras pais que trabalham.

Outra coisa importante é um respeitar o outro e não empurrar a culpa ou responsabilidade para o outro. Cada um deve cumprir com suas obrigações. Muitas vezes os professores tratam os pais como se não soubessem nada, e que não tem condições de educar os filhos; isso acaba causando uma baixa estima nos pais que acabam se afastando e deixando de participar muitas vezes.

Muitas vezes os professores se sentem ameaçados com a participação dos pais, e sentem que estão perdendo o seu lugar. Isso é um pensamento errado. A participação dos pais não rebaixa a responsabilidade que o professor tem em relação aos alunos.

Tanto a família quanto a escola são importantes para a vida do aluno, e para que o educando desenvolva-se, é necessário os dois lados se unirem e trabalharem juntos.

A família deve agir de forma consciente e a escola também. Uma família desestruturada pode dificultar a educação do filho, e da mesma forma se o professor responsável ou administração não agir de forma prudente, também pode prejudicar o desenvolvimento  do aluno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *